sexta-feira, 7 de agosto de 2009

O CD da fossa


Hoje eu peguei uma caixinha de CDs que fazia um tempo que não ouvia. Para entender: eu guardo parte dos meus discos naqueles estojos que se pode colocar vários fecha-se com um zíper, típico de carregar no carro. O fato é que me animei com a troca do meu computador do trabalho. Saí de uma máquina do tempo das cavernas para uma que tem até placa de som! Vejam só!

Voltando aos CDs... Tem um que é o hit da fossa - "Maria Rita", o primeiro álbum da filha de Elis Regina. São clássicos os versos destinados a quem quer se afogar ainda mais na dor de cotovelo.

São elas: "é uma pena, mas você não vale a pena"; "sobrou o meu velho vício de sonhar, pular de precipício em precipício", "veja bem, meu bem, arrumei alguém pra me confortar, e esse alguém está quando você sai"; "você me tirou pra dançar sem nunca sair do lugar", "foi só por um segundo, todo o tempo do mundo e mundo todo se perdeu"; só para lembrar de uns poucos.

Confesso que já dediquei esses versos a alguns elementos. Mas passado é passado.

Mas achei um verso para encerrar este post. "Tive que arranjar alguém pra passar os dias ruins." Mas esses dias ruins deixaram de existir e encheram-se do mais poderoso raio de sol do mais ensolarado dia de verão. Tudo no primeiro instante da troca de olhares, do toque na mão, do primeiro beijo, da primeira música que escutamos juntos.

Enfim, os tempos de fossa já eram e nunca irão voltar. E hoje, não imagino mais a minha vida sem este alguém tão especial ao meu lado, compartilhando não só os dias felizes e os momentos bons, mas também aqueles dias em que as nuvens insistem em aparecer. Mas uma relação verdadeira é construída assim, não é? Com amor, acima de tudo, mas também com amizade, respeito, carinho e CONFIANÇA.

Hoje eu rio de todos esses versos. E lembro de como era vazio ficar com amigas com a então situação semelhante a minha afogando as mágoas em litros e mais litros de cerveja ou qualquer outra coisa com teor alcoólico, esperando um telefonema ou um encontro casual.

Acho que não precisa dizer que eu estou amando. E muito feliz, obrigada.

Um comentário:

  1. Serginho - www.polislivre.blogspot.com8 de agosto de 2009 00:57

    Love, Reign o'er me
    The Who - Quadrophenia

    Only love
    Can make it rain
    The way the beach is kissed by the sea
    Only love
    Can make it rain
    Like the sweat of lovers
    Laying in the fields.

    Love, Reign o'er me
    Love, Reign o'er me, rain on me

    Only love
    Can bring the rain
    That makes you yearn to the sky
    Only love
    Can bring the rain
    That falls like tears from on high

    Love Reign O'er me

    On the dry and dusty road
    The nights we spend apart alone
    I need to get back home to cool cool rain
    I can't sleep and I lay and I think
    The night is hot and black as ink
    Oh God, I need a drink of cool cool rain

    * Tell me, what is it, sewage?

    ResponderExcluir

Olha o que os finos e fofos disseram